sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Oi pessoal, verão é aquela época de pegar um bronze, curtir piscina, mar, mas infelizmente, nem todos conseguem aquela pele bronzeada maravilhosa. Pensando nisso, fiz uma pesquisa aqui no meu material da faculdade e na internet, peguei umas informações sobre fototipo, radiação, etc que acho legal compartilhar, porque farmacêutico não estuda só remédio não!!! Hahaha E vou contar pra vocês sobre os alimentos que ajudam na hora de bronzear também!



Primeiro devemos saber que existem certos tipos de pele que não bronzeiam, apenas queimam.
Segunda a Escala de Fitzpatrick existem 6 tipos de pele:

I – Branca – Sempre queima – Nunca bronzeia – Muito sensível ao Sol
II – Branca – Sempre queima – Bronzeia muito pouco – Sensível ao Sol
III – Morena clara – Queima (moderadamente)– Bronzeia (moderadamente) – Sensibilidade normal ao Sol
IV – Morena moderada – Queima (pouco) – Sempre bronzeia – Sensibilidade normal ao Sol
V – Morena escura – Queima (raramente) – Sempre bronzeia – Pouco sensível ao Sol
VI – Negra – Nunca queima – Totalmente pigmentada – Insensível ao Sol

Dessa forma se você for muito clarinha e sempre se queima, infelizmente você não vai conseguir se bronzear com o sol, apenas utilizando um auto bronzeador.


Outra coisa é que mesmo querendo bronzear não devemos nem nos expor ao sol das 10h até às 16h, muito menos não utilizar o protetor solar!

Protetor solar = bloqueador solar = filtro solar
Não existe diferença!

Com relação à radiação e seu efeito na pele, primeiro bronzear não é algo instantâneo, os melanócitos (células que produzem a melanina com o estímulo da radiação) podem demorar até uma semana sintetizando a melanina!


Durante a aula de fotoprotetores o professor mostrou essa imagem demonstrando a penetração dos raios UVA e UVB.
Como vocês podem ver a radiação UVA penetra mais nas camadas da pele e é pigmentogênica, provoca aquele escurecimento característico logo após a exposição e é responsável pelo fotoenvelhecimento já que destróis as fibras de colágeno e elastina da pele.

Já a radiação UVB é a mais perigosa, é eritematogênica (causa vermelhidão), estimula a síntese de melanina tardia, além de estimular a produção de radicais livres, alterações a nível de DNA predispondo a câncer de pele.



Pra quem não sabe, acho legal comentar como são feitos os testes para saber qual o fator de proteção de um protetor, vocês sabem???

Está descrito na RDC 30 de Junho de2012, vou colocar aqui resumidamente!
Uma parte da pele de um voluntário com protetor é exposta à radiação até surgimento de borda eritematosa, ou seja, até começar a ficar vermelho e o mesmo é feito com outro voluntário de fototipo semelhante, sem proteção. A razão descreve o fator de proteção solar!

Lembrando que FPS diz respeito à radiação UVB!

Para saber o Fator de Proteção UVA o teste é semelhante, mas é observado o escurecimento da pele, que deve permanecer de 2-4h após a exposição à radiação!

Mais uma coisa, não existe protetor que te protege 100% da radiação e desconfie da real necessidade de proteções muito altas, pois depois de um certo ponto a proteção é praticamente constante!
Um protetor com FPS 8 tem 87,5% de proteção, enquanto um com FPS 20 possui 95%. FPS 30, 96,7%; FPS 40, 97,9%.
Tenha atenção para apenas não gastar mais dinheiro e ter a mesma proteção!

E por último, os alimentos que te ajudam na hora de bronzear!


Abóbora – É rica em betacaroteno e vitamina E.
Cenoura – É o alimento mais rico em betacaroteno;
Mamão – Também apresenta elevado teor de betacaroteno, além de fibras que ajudam no bom funcionamento do intestino;
Laranja – É um antioxidante poderoso, com elevado teor de vitamina C;
Manga – Rica em betacaroteno e vitaminas do complexo B;
Espinafre – Possui betacaroteno, fibras e clorofila. A clorofila é uma substância essencial para o processo de desintoxicação e limpeza do organismo;
Brócolis, couve (rica em cálcio), agrião também ajudam!
Repolho - Fonte de vitamina C e fibras;
Água de coco – Apresenta elevado teor de potássio, mineral essencial para a hidratação da pele;
Oleaginosas (amêndoas, caju, castanha do Pará, semente de girassol) – As oleaginosas são ricas em vitamina E (antioxidante complementar da vitamina C) e em selênio, mineral que atua na prevenção de câncer;
Batata doce – Embora não apresente a cor alaranjada tão característica como outros alimentos, a batata doce possui significativa quantidade de betacaroteno;
Gérmen de trigo – Apresenta elevado teor de fibras e vitamina E, auxiliando no bom funcionamento do intestino e mantendo a hidratação da pele;
Tomate – O tomate é rico em licopeno, pigmento encontrado em alimentos de cor vermelha. A sua ação antioxidante é potencializada se o alimento for consumido levemente cozido;
Pimentão – Rico em vitaminas A, E e C, que auxiliam o sistema imunológico;
Beterraba - Rica em betalaína, um antioxidante natural;

Então é isso pessoal, coloquei bastante informações que aprendi na faculdade e espero que vocês gostem do post!

Beijos!

Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Mineira de Juiz de Fora, blogueira, youtuber, farmacêutica... Não deixe de acompanhar o blog e o canal! Me segue aí @mazettid =D

Pesquisar

Todas as postagens

Youtube

Facebook

Instagram

Tecnologia do Blogger.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...